Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld

Nascido na Alemanha, em 1897, Erwin Blumenfeld foi um dos mais inovadores fotógrafos que o mundo da moda já viu. Ainda quando criança, Erwin começou a tirar fotos, mas nunca fez nenhum curso para se tornar um fotógrafo profssional.

Em 1918 ele mudou-se para a Amsterdam, Holanda, onde começou a trabalhar em uma loja de departamentos para mulheres, mais especificamente no setor de lingeries. Em 1923 Blumenfeld abriu uma loja especializada em bolsas femininas chamada “Fox Leather Company”. Em 1932 ele mudou-se para novas instalações e foi aí que sua carreira como fotógrafo se iniciou, meio que por acidente. Atrás de uma parede fechada ele encontrou um estúdio de fotografia totalmente equipada, onde começou a fotografar algumas clientes, frequentemente nuas. Ele começou a expor suas fotos em galerias até que, em 1935, a revista francesa Photographie publicou uma de suas primeiras fotos. Foi a primeira vez que seu trabalho apareceu e uma publicação.

Em 1937, Erwin mudou-se para Paris e logo conseguiu um contrato com a famosa revista Vogue. Junto com sua família, ele sofreu perseguição dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial e chegou a ficar preso em campos de concentração. Mas em 1941 ele conseguiu escapar e foi para os Estados Unidos. Em Nova York, ele conseguiu um contrato com a Harper’s Bazaar. Depois de três anos em Nova York, ele começou a trabalhar como freelance para a Vogue americana e ao longo dos próximos quinze anos, o trabalho de Blumenfeld foi destaque em inúmeras capas da revista e diversas outras publicações, como a Flair, Life e Look. Também durante este período, ele trabalhou como fotógrafo para a loja de departamento Dayton e produziu campanhas publicitárias para empresas de cosméticos, tais como Helena Rubinstein, Elizabeth Arden e L’Oreal.

Falecido em 1969, Erwin Blumenfeld deixou um enorme legado e é considerado até hoje um dos fotógrafos mais inovadores do século 20. Inovador por conta das técnicas complexas que ele utilizava como solarização, seda molhada, dupla exposição e fotografava em diversos ângulos para conseguir resultados belos e elegantes. A influência do movimento Dada (Dadaísmo) é nítido em suas imagens, com cores vibrantes e sombras em cenátios estilizados dando um toque surrealista às suas fotos.

Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze
Fotografia de moda icônica de Erwin Blumenfeld | Inspiraze

Créditos: official website | wikipedia | the red list